17 November 2013

Filme: Água para Elefantes

Vamos falar de filme?

   Bom, essa é uma nova área que estou trazendo para o blog: Filmes.
   Ultimamente não to mais tendo tempo para ler, e isso diminuiu o meu ritmo de leitura, digamos que antes lia sete livros por mês, e agora sofro para ler dois. 
   Enfim, estou dando mais preferência a filmes, que são curtos.
   E para dar começo a essa parte, que tal um filme de um livro que tenho há bastante tempo mas nunca conferi?




Água Para Elefantes

   Jacob Jankowski é um jovem universitário que está nos dias finais da faculdade de veterinária, e já na sala de prova que o dará o certificado quando é interrompido para receber a notícia que mudará sua vida, a morte de seus pais.
   Jacob, ainda chocado e totalmente triste, descobre também que tudo que seus pais tinham, agora pretence ao banco, pois fizeram muitas dívidas para bancar sua faculdade.
   O jovem sem rumo, apenas com a roupa do corpo sai andando desolado em busca de alguma oportunidade de emprego quando embarca no trem Irmãos Benzini - O Maior Espetáculo da Terra, um círco super conhecido da época.
   As necessidades começam quando Jacob percebe que trabalhar em um círco pode ser completamente diferente ao que parece quando se é um espectador, e que cada dia pode ser tão cansativo que o faz parecer anos.
   Jacob também conhece Marlene, a artista que se apresenta com os cavalos e também a mulher do dono do circo, é claro que se apaixona por ela.
   A partir daí, ele se destaca cada vez mais entre os outros funcionários por sua habilidade com os animais, até se tornar quase o braço direito de August Rosenbluth, o tal dono.
   Dentre essa paixão e tantas outras coisas, Jacob se vê diante a escolhas que poderão mudar completamente tanto sua vida como a de outras pessoas também. Será que esse amor sera o bastante para se decidir a qual escolha seguir?

   QUE ELENCO! Praticamente isso diz tudo sobre o que eu achei.
   Mas vamos por partes…
   Como disse tenho esse livro e o filme há bastante tempo que já estava até mofando aqui, eis que em um dia de tédio resolvi dar uma conferida no filme. E me arrependi por ter perdido tanto tempo.
   O filme é bom do começo ao fim, me tirou completamente o sono enquanto assistia, e parece que se passaram apenas minutos.


   Uma das coisas que mais gostei no filme, foi o destaque e o interesse em nos mostrar como era o circo há tantos anos atrás e que era vida para muita gente. E também um breve mostruário de como era, a vida por trás dessa grandiosidade em que é um círco. 

   Me deu até uma vontade de ir naquela época só para degustar um mínimo espetáculo. Uma das artes mais lindas do mundo!





   

Não poderia deixar de dar destaque ao ator que deu vida ao personagem ao qual mais gostei. Christoph Waltz, que fez o tão malvado August Rosenbluth, dono do circo. Esse cara merecia um oscar somente pela sua participação nesse filme. Suas expressões e o seu molejo como ator fez August ser muito mais além do que um personagem vilão.









  

   Confesso que esperava bem mais de Reese Witherspoon, que interpretou Marlena Rosenbluth. Sempre que via a capa desse filme, achei que somente por tê-la como parte da trama já era de se esperar que fosse um ótimo romance, mas acabei pensando o contrário depois que vi. Não sei se é a expressão certa, mas senti que não "rolou química" entra ela e Robert Pattinson. Mas também vale lembrar que sua personagem é uma mulher que faz tudo para conseguir o que quer. Ela pode não ter ganhado meu coração no romantismo, mas me ganhou completamente atuando como artista circense. Soube interpretar muito bem e nos deus ótimos momentos de espetáculos.



   Quanto a Robert Pattinson, achei uma bela atuação. Ainda não me livrei do pensamento em que ele sempre será Edward Cullen, mas atuações assim, estão em rumo a mudar isso. Ele foi além das telinhas e nos trouxe um Jacob real, que sofreu, que lutou e que amadureceu ao longo da trama. Acho que como ator, melhorou muito após esse filme, principalmente pelo contato direto com animais. Afinal, quem não queria essa elefanta Rose como animalzinho de estimação?



   Agora eis que vou falar sobre o meu fato favorito do filme: o triângulo amoroso. Parece até ironia levando em conta que são os protagonistas, mas eles são os melhores personagens do filme! Um romance melhor que crepúsculo, com o mocinho do interior, a artista da vida real e o vilão aparentemente bonzinho. 


   Enfim, um filme ótimo, mesmo me tirando algumas lágrimas com cenas de maus tratos a animais. E assim que terminei de vê-lo corri para pegar o livro na estante e começar a ler logo.


2 comments:

  1. Oi, Juliano!

    Já li o livro no qual o filme foi baseado, que é maravilhoso! Ainda não assisti ao filme, mas espero ter a oportunidade em breve :)

    Beijos,

    Natalia Leal
    http://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ReplyDelete
  2. Eu adoro este filme, mas infelizmente ainda não li o livro :( Adorei a atuação do Robert Pattinson neste filme também ;)

    Beijos
    http://www.culturaliteraria.com/

    ReplyDelete