05 April 2014

Resenha: A Maldição do Lobisomem


Este mundo de Jessie está prestes a mudar com a chegada de Pietr Rusakova. Ela é atraída pelo misterioso forasteiro. Aquele olhar que pode atravessá-la como uma flecha! Ele é muito mais que um rosto perfeito, Pietr é perigoso e tem muitos segredos. O que Jéssica não imagina é que aos 13 anos os Rusakova recebem uma sentença. Se uma transformação a qual estão destinados ocorrer eles terão uma vida curta, mas repleta de aventuras, onde as ligações afetivas tornam-se mais intensas e arriscadas. Uma corrida contra o relógio. Bem diferente da vida que ela imaginou. Metade homem, metade monstro. Pietr levará Jéssica a um novo mundo onde heroínas e lobisomens se apaixonam em uma história cheia de reviravoltas. Descubra o que os lobisomens podem oferecer e apaixone-se também!


RESENHA

      Jéssica é uma jovem aparentemente normal, exceto pelos dramas pelo o que já passou. Há alguns meses atrás ela presenciou o acidente de carro em que matou sua própria mãe. Hoje em dia mora só com o pai e a irmã, e todos ainda sofrem pela perda.
      Ela está em um dia de aula como outro qualquer quando é chamada na diretoria. Certa de que vai levar apenas mais uma bronca - pois com a morte da mãe, seu desempenho e interesse pelos estudos diminuiu muito - ela vai tranquila, porque isso já está se tornando parte de sua rotina.
      Chegando lá, é surpreendida pela notícia de que foi lhe dada a missão de ter que orientar o aluno novo a se organizar com os períodos das aulas e aprender como as coisas funcionam naquela escola. Logo que ela conhece esse aluno, Pietr Rusakova, ela percebe que ele não faz tanta questão assim de estar ali e que ele não está dando a mínima pra ela.
      Vendo que ele não está nem um pouco animado com sua presença, isso a irrita bastante e começa a ignorar o rapaz. Outra questão que irrita Jessie, é que todas as meninas da escola estão eufóricas atrás do rapaz, e mais uma vez, ele não está dando a mínima.
      Depois de algumas semanas de aula e convivendo com Pietr, ela enfim começa a sentir algo por ele e ele começa a sentir algo por ela, só que nisso, sua melhor amiga, Sarah, está afim dele. E como toda amiga leal, ela diz para Pietr que os dois não podem ficar junto, e que ele deve ficar com a sua amiga.
      Então a partir daí, acompanhamos o desenrolar dessa história envolvendo segredos por trás desse misterioso menino até que Jessie descobre o inacreditável. Que ele é um lobisomem.



      Antes de mais nada, quero dizer que não gostei do livro. Ok!
      Para me explicar e explicar os pontos negativos que o livro me passou, dividi em três tópicos: desenrolar da história, personagens e escrita.

Desenrolar da história
      Bom, eu realmente acho que esse livro poderia ser bacana e até ter dado como resultado uma boa história, porém é totalmente ao contrário disso. Primeiro porque, quando você tem um título, uma sinopse legal e uma capa bonita, já é de se esperar que vem por aí uma aventura sobrenatural, e nesse livro não tem nenhuma.
      Pelo fato de ser uma história de lobisomem, o que menos vimos nesse livro são lobisomens, aliás, que eu me lembre, somente uma cena há a presença deles. O que torna o livro um tanto cansativo, porque a autora praticamente enrolou a história inteira com dramas adolescentes, e só colocou uma aventura - média, porque não foi tão boa assim - quase no final do livro, bem nas últimas páginas. 

Personagens
      Outro ponto negativo foram os personagens fantasmas. Você estava lendo de boa o seu livro quando aparecia um nome de um personagem que você não sabe nem da onde saiu. Foi isso o que a autora fez com pelo menos - o que eu contei - uns dez personagens. Ela simplesmente colocava o nome do tal personagem na história, sem explicar quem é ele e de onde veio. E o pior de tudo, foi que do mesmo jeito que eles surgiam, desapareciam. O que me fez pensar: "se esse personagem teve um nome - o que levou a autora a pensar em um nome - surgiu assim do nada, desapareceu assim do nada, e não teve nenhuma função e influencia para a história, então por qual motivo ele existe?" E tipo, isso me deixo muito frustrado.
      Ainda no tema de personagens, quando eu estava achando que enfim a história ia ficar boa e ia desembarcar, a protagonista falava alguma coisa que fazia toda a história anterior, que fazia todo aquele clima de mistério criado pela autora parecer broxante e extremamente ridículo. - então estou mesmo preferindo acreditar que isso é culpa da personagem, e não da autora.

Escrita
      O que a autora estava fazendo ao escrever aproximadamente 350 páginas? Porque pra mim, pareceu que ela estava fazendo tudo, menos estar prestando a atenção na história que estava escrevendo. Além de enrolar o livro inteiro, colocar personagens "sem nexo" e não criar NENHUMA MITOLOGIA envolvendo lobisomens, ela ainda conseguiu me desapontar no quesito de escrita.
      Me explicando melhor, não achei a escrita em si ruim, e sim o modo como ela escreve (WTF JULIANO?). Vocês vão entender, calma... A autora meio que "boiava" na escrita. De uma hora para a outra ela mudava de assunto sem nem dar satisfação ao leitor. Muitas vezes tive que repetir uma página inteira porque me confundi com essa mudança de assunto repentina.


      Acho que poderia ficar falando os pontos negativos do livro aqui por várias e várias horas, porém acho que o que já expressei os pontos que eu achava importante em dizer. 

      Bom... O livro tem sim alguns momentos legais, são poucos, mas tem. Então acho que vale sim a pena falar deles aqui. Vamos lá..
      Fora aqueles momentos em que a autora "forçou" pra ficar engraçado, tem uns que deram certo e que me fez rir bastante. Também tem uma parte emocionante que me deixou bastante revoltado com a situação em si, e me prendeu bastante. 
      Nesses tais momentos até me senti dentro da história, o que foi uma boa coisa - talvez a única - que percebi ao ler o livro.

      Fiz uma marcação muito boa que até não acredito que saiu desse livro. 


"A beleza é apenas superficial.
Lembre-se, todo mundo tem dias ruins.
E somos todos iguais por dentro.
Reagir da maneira certa é melhor do que possuir a aparência certa.
Tente entender o que o torna especial além das aparências.
Acredite, o mal pode parecer bonito por fora."


      Pra finalizar, esse é o primeiro livro da série "13 to Life", o segundo chama-se "O Segredo das Sombras" e não sei se o terceiro já foi publicado aqui - e não quero nem saber. Como já deve ser óbvio, essa série não rola mais para mim, então não vou dar continuidade na leitura dessa série. Já basta o primeiro livro para mim!
      E ele leva apenas 2 diários, e ainda acho que está mais do que merecido!

      Praticamente essa é a resenha mais longa de todo o blog, porém me senti orgulhoso ao escrevê-la porque melhor do que você indicar um bom livro, é alertar os pontos negativos de um livro à uma pessoa que possivelmente poderá achar o mesmo que você. E isso poupará tempo da sua vida literária.

      Espero realmente que vocês gostem, porque praticamente essa é a primeira resenha negativa do blog, e não sei se isso é bom ou ruim. Mas enfim, não recomendo esse livro de maneira nenhuma.

      OBS: Vale lembrar que essa resenha foi baseada em MEU gosto literário, observei os fatos de acordo com a minha preferência e a minha bagagem literária. O que falo aqui, é apenas o que EU acho, portanto, caso você leitor tenha interesse em ler o livro e gostar, haverá divergências em nossas opiniões.

Até mais Ledores!




No comments:

Post a Comment