16 March 2015

Resenha: Por Toda a Eternidade (Possíveis Spoilers)

 Tully Hart é uma mulher ambiciosa, movida por grandes sonhos que, na verdade, escondem as lembranças de um passado de abandono e dor. Ela acredita que pode superar qualquer coisa ao esconder bem fundo os sentimentos de rejeição que carrega desde a infância... Até que sua melhor amiga, Kate Ryan, morre. Então, tudo começa a mudar para Tully, que se vê escorregando em um precipício cheio de memórias melancólicas e remédios para dormir...
Dorothy Hart — ou Cloud, como era conhecida nos anos 1970 — está no centro do trágico passado de Tully. Ela abandonou a filha repetidas vezes na infância. Até que as duas se separaram de uma vez por todas. Aos dezesseis anos, Marah Ryan ficou devastada pela morte da mãe, Kate. Embora seu pai e seus irmãos se esforcem para manter a família unida, Marah transformou-se numa adolescente rebelde e inacessível em sua dor. Tully tenta aproximar-se de Marah, mas sua incapacidade para lidar com os sentimentos da afilhada acaba empurrando a menina para um relacionamento infeliz com um rapaz problemático. A vida dessas mulheres está intimamente ligada, e a maneira como elas vão rever seus erros e acertos constrói um romance comovente sobre o amor, a maternidade, as perdas e o novo começo. Onde há amor, há perdão...
 
Skoob

(Não deveria falar isso aqui logo na resenha, mas acho que essa é a resenha mais complexa e complicada que escrevo, porque o livro não tem uma linha do tempo só e também varia as visões de personagens, então é um vai e vem com diferentes visões e por isso essa resenha poderia ser feita de diversas formas de acordo com as visões. Mas vamos lá, posso soltar algum spoilerzinho, mas tudo bem...)

RESENHA
   No passado, ainda adolescentes Tully e Jhonny sempre foram amigos, mas como não se viam muito, Tully sempre ficara sozinha, até que em um dia a ingênua e quietinha Kate apareceu em sua vida, a partir daí se tornaram grandes amigas. Faziam tudo juntas, até foram para a mesma faculdade, enfim... Eram como irmãs conhecidas por todos como TullyeKate.
   Quando Tully apresentou sua nova amiga à Jhonny, foi amor a primeira vista. Mesmo Jhonny admitindo que no começo ele não se sentira atraído por ela, diz que sempre soube que era a mulher de sua vida.
   Então Tully está entre seus dois melhores amigos apaixonados um pelo outro, mas sua atitude é totalmente positiva em relação ao casal, afinal, desde nova já sabia e já estava totalmente dedicada à sua futura promissora carreira.
   Ao passar dos anos, Tully foi construindo sua fama, mas sempre mantendo contato com Kate e Jhonny, que estavam casados e com uma surpresa: ela estava grávida! Como forma de amor, Kate resolve ser a madrinha da futura criança, e quando nasce, é uma menina, Marah. E mais alguns anos depois Kate novamente fica grávida, dessa vez de um casal de gêmeos, Lucas e Will. E Tully está realizada, quarentona em seu auge da fama na TV, tudo o que sempre quis.

(Agora a história pula, porque simplesmente eu, burro, li esse livro imaginando ser único, porém, só depois de ler fiquei sabendo que esse é um segundo livro, cujo primeiro é "Amigas Para Sempre". Então perdi um único detalhe que ficou me dando pontos de interrogações ao ler esse livro: uma coisa que Tully fizera à família de Kate, uma possível traição, sei lá... E deduzo que isso se passa no primeiro livro, mas enfim... Continuem lendo a resenha.)

   Quando o câncer de Kate chega, Tully abandona toda sua carreira construída e dedica seis meses de sua vida até que o câncer vence Kate. Anos depois, (com a história do primeiro livro já desenvolvida) Tully está se completamente sozinha afundando cada vez mais com esse luto que domina sua mente, e é aí que o livro começa, em 2010 com o mundo de Tully caindo drasticamente após um acidente de carro que sofre. A partir daí, em coma, sua alma sai de seu corpo e permanece ali naquela sala de hospital. Ela consegue ver todas as pessoas que até então estavam afastadas, e percebe que ainda existe amor e esperança ao seu redor.
   E  não para por aí, o livro vai variando as visões, voltando ao passado e o presente, à fim de contar toda a história por trás disso. Trás também os dramas de Marah em sua adolescência e em sua descoberta pelo mundo depois da morte de sua mãe, também a mãe de Tully, Dorothy ou Cloud, que conta toda a sua história com seus pais, e como não conseguiu ser uma mãe para Tully por causa daquilo que sofrera muito antes em sua juventude, e também Jhonny, que é o pai de família com três crianças sofrendo de luto e não tem a mínima ideia de como ajudá-los.

   Fiquei totalmente sem palavras ao terminar esse livro e me perguntando o que faria da minha vida a partir dali. 400 páginas, mas que pra mim, foram como uma vida inteira, uma eternidade.

   Vamos começar com o o início da leitura... Minhas expectativas para esse livro eram: apenas um romance juvenil, bem estilo "Métrica" (resenha aqui), porém, ao ler me senti surpreso porque foi totalmente ao contrário em relação à tudo o que esperava. Por Toda a Eternidade, é uma história totalmente madura e acredito que tocará só quem já viveu ou presenciou partes de todo o drama. Por exemplo, se uma pessoa com quinze anos que ainda está vivendo as coisas que se passa no livro, ela vai achar tudo aquilo banal e inútil, e vai fazê-la achar o livro ruim. Por isso volto a repetir, achei um muito maduro, mesmo nas partes em que uma jovem de 16 anos era a narradora da história.

   O enredo, tudo flui naturalmente... Se você acha que nesse livro vai encontrar uma grande história de amor, com uma grande ficção e blá blá blá, nem comece a ler porque esse livro, é apenas uma história real (a história não é real) mas quando digo real, é que aquilo tudo poderia acontecer com qualquer um, até mesmo com você. E muitas pessoas, ao lerem um livro assim, quando terminam se perguntam "Porque eu li um livro em que meu melhor amigo poderia me contar absolutamente tudo igual?", mas sei lá... Para mim foi diferente, a autora faz com que todo esse naturalismo, se torne em uma lição de vida que garanto que quem ler, se emocionará a cada página. E sobre o enredo em si, é uma história extremamente bem construída, poucos autores hoje em dia conseguiriam se prender tanto a detalhes mínimos, que no final, se encaixariam perfeitamente.

   Os personagens, todos são simplesmente carismáticos ao seu modo, e é possível sim que bem no comecinho do livro você possa odiar um personagenzinho aqui, outro ali, mas garanto a vocês, que ao chegarem ao final da leitura, é impossível você odiar qualquer personagem depois de saber de toda a sua história.

   O que mais gostei no livro mesmo, foi que ele retrata de temas cotidianos de uma forma realmente emocionante. Concordar ou não, isso irá variar muito de acordo com a experiencia de vida de cada leitor, mas Kristin Hannah, trata de temas delicadíssimos na sociedade hoje em dia, tal como auto-mutilação, perca de um ente querido responsável pela união de toda a família, vicio álcool e drogas... Enfim, é uma surpresa essa leitura, e isso posso assegurar com toda a certeza à qualquer um que ler.

   A escrita, totalmente impecável. Não achei um mísero erro de impressão ou ortografia. Simplesmente impecável! E a escrita da autora em si, para mim no começo foi difícil me acostumar, mas como todo livro, quando se lê um autor pela primeira vez, acredito que é difícil mesmo para todos se adaptarem ao modo de escrita do autor. Mas também foi uma coisa de no máximo 20 páginas, porque depois estava totalmente prendido ao livro e quase nem via suas páginas passarem.

  Com absoluta certeza, esse livro se tornou o terceiro livro favorito de toda a minha vida (sim, sei diferenciar os meus livros preferidos), e mesmo sendo a continuação de um livro do qual eu não li o anterior, não me deixou nada a desejar e em momento algum achei um defeito no livro, tanto na história, como na escrita, personagem, drama e etc... Enfim, garanto a vocês que ler esse livro é uma experiencia única, e que com certeza em algum momento da história, você se identificará com alguma situação.

   Ah, só mais uma coisa que gostaria de falar, é que esse livro é totalmente dramático, então não vai achando que você vai encontrar outra coisa à não ser drama. Diria que se você for muito sensível (como eu), vai chorar do começo ao fim. Então para quem gosta de drama, essa é uma ótima dica!

E é com imenso orgulho que esse livro leva 5 diários!

Até mais Ledores!

34 comments:

  1. Ju como vai?
    Amei, amei, amei sua resenha.
    Linda história. De amor, de amizade e de dedicação.
    Mais livros pra minha lista interminável de livros por ler.
    Beijo
    http://www.livricios.com/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Poli, tudo ótimo e por aí?
      Obrigadão! É uma linda história, isso eu posso dizer sem titubear. Esse livro você não vai se arrepender de colocar na sua lista.

      Beijão!

      Delete
  2. Já faz um tempo que estou com esse livro aqui em casa
    Só não peguei para ler ainda pois não tenho o outro que foi lançado pela Arqueiro
    Mas gostei bastante da resenha, me parece ser uma linda história
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Angela. Corre e vai ler o livro, mesmo sem ler o primeiro. Corre! A história é linda, uma lição a cada página!
      Obrigadão, e um beijo!

      Delete
  3. Eu tenho muita curiosidade nesse livro. Sempre penso em comprá-lo, mas nunca sei porque eu sempre acabo deixando para depois. Vou dar prioridade pra essa leitura, com certeza!

    http://laoliphant.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Débora, corre pra ler esse livro e garanto que não vai se arrepender. É um livro fantástico com diversas facetas.

      Um beijão!

      Delete
  4. Nossa, tenho esse livro a um tempão e ainda não li. Mas fiquei esperando para comprar o primeiro da série e no fim acabei esquecendo ele na estante.
    Amo essa capa, foi o que me atraiu nele logo no início.
    Na verdade, acho que tenho outro dessa autora, que também está na fila, kkkkkkkk
    Esse não é o tipo de leitura que mais me atrai, então acabo passando outros na frente. Mas este ano vou comprar o primeiro e ler os dois.

    Bjs

    http://cladassombras.blogspot.com.br

    ReplyDelete
    Replies
    1. Rosangela, você não sabe o que está perdendo! Mesmo sem ter lido o primeiro eu super recomendo esse livro. É uma história única, natural e emocionante.
      A capa é linda e com certeza vou ler mais livros da autora. <3

      Um beijão!

      Delete
  5. Oi Juliano;

    Nunca li uma resenha tão linda feito a sua, escrita por um ledor tão jovem, parabéns!
    Essa autora nos encanta, não é verdade, adoro a escrita dela.
    Quando li o livro não tive muita dificuldade em compreender as idas e voltas que a história dá na troca de tempo e tal, talvez por restar acostumada a ler livros assim.
    Achei a a trama tão linda e bem desenvolvida, amei cada página. Como sou uma pessoa dramática por natureza esse livro caiu como luva para mim.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Viviane!
      Ah, muuuuuuuito obrigado mesmo, não sabe o quão feliz eu fico ao receber esse comentário. Muito obrigado mesmo!
      Eu não tinha lido muita coisa nessa linha de tempo feito esse livro, por isso acho que empaquei um pouco no começo, mas só, depois não consegui mais largar o livro.
      Esse livro também caiu no momento certo para mim. ahah

      Beijão, e mais uma vez, obrigadão!

      Delete
  6. Amei, Juliano, quero ler os dois. Vivi este drama de perder minha mãe com câncer prematuramente. É muito triste e nossas visões ficam fragmentadas mesmo, voltamos no passado e vamos a um futuro que não existe em frações de segundos com a pessoa que se foi. Não se é por este caminho que o livro vai, mas se for, faz sentido. Eu gosto de obras, filmes também, que a ordem cronológica é quebrada, me prende, apesar de confundir em alguns momentos. Tá na minha lista de leitura :) Beijos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Meus sinceros pêsames Talita. :(
      Acredito firmemente que esse livro será ainda melhor para você, por ter tido um conhecimento melhor sobre o drama. E é por este caminho que o livro segue sim, hora no presente, hora no passado... Leia o livro sim, acredito que irá gostar.

      Um beijão Talita!

      Delete
  7. Primeiramente, eu acho essa capa muito bonitinha. Eu já havia visto o livro, porém, nunca me aprofundei mais na história dele. Achei realmente interessante, e esse enredo que ele trás é bem chamativo. A parte boa, se eu for ler o livro, é que não vou poder dizer que meu melhor amigo poderia ter me contado tudo isso, porque não tenho um melhor amigo. Ô vida! Mas bom, adorei a resenha, e pretendo sim ler o livro assim que tiver a chance.

    Beijos,
    http://lendouniversos.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Essa capa é fofa mesmo, e acho que super combinou com a história. Nossa Lê, como não tem um melhor amigo? Ahaha E eu? <3
      Leia sim, eu super recomendo. Uma leitura quase obrigatória!

      Beijão!

      Delete
  8. Olá,
    Eu já li Amigas Para Sempre, mas ainda não tive oportunidade de ler essa continuação que, por incrível que pareça, foi lançada por uma editora diferente O.o! Adoro essa autora, sou fã de suas histórias.
    Beijos.
    Memórias de Leiutura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Inês!
      Sério? Eu pesquisei sobre o primeiro livro e as capas são bem parecidas, nem me atentei ao detalhe de editora. kkkk É a primeira vez que leio algo da autora, mas já presumo que não será a última!

      Beijão!

      Delete
  9. Oi juliano, tudo bem?
    Tenho muito interesse em ler Amigas Para Sempre e Por Toda Eternidade, por isso confesso que só li alguns trechos da sua resenha com medo de pegar algum spoiler.
    Estou bem ansiosa para a leitura de ambos os livros, pois já me falaram que são ótimos, e fico muito feliz que você tenha gostado também!

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Maiara, tudo ótimo e contigo?
      Leia sim, é um livro emocionante e não te deixa a desejar em nenhum aspecto...

      Um beijão!

      Delete
  10. Olá Juliano!

    Depois da sua resenha quero ler Amigas para sempre e esse por toda a Eternidade para outem ehhehe. Eu gosto muito de histórias assim, e acho engraçado que tem gente que menospreza o gênero chick-lit, mas há livros do gênero com autores tão fantásticos que não tem pq haver esse menosprezo. É uma leitura tão valorizada como qualquer outra. Gostei muito da sua resenha, você escreve muito bem e será um grande escritor um dia.

    http://meninadeparis.com

    Beijos

    Dayana

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Dayana!
      Fico realmente feliz que tenha gostado de minha resenha, e ainda mais feliz que ela tenha feito você ficar curiosa em relação a ler o livro. E na minha opinião, de chick-lit esse livro não tem nada! Aliás, jamais saberia encaixar esse livro em alguma categoria.
      Ah, muito muito muito obrigado mesmo, receber elogios é a maior motivação que uma pessoa que gosta de escrever pode ter!

      Beijão!

      Delete
  11. Oi, Juliano!!
    Eu gosto sim de drama, mas quando tem alguma coisa a mais envolvida, não sei. Sua resenha está ótima, mas não sei se leria.. Acho que sou mais ficar triste no meu canto e ouvir a mesma playlist depressiva quinhentas mil vezes seguidas hahaha
    Beijos!
    Bia
    http://www.vivendonoinfinito.com/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Beatriz!
      Nossa, te asseguro que ler esse livro é tão bom quando ficar sozinha ouvindo a playlist depressiva! Sério, é muito bom...

      Um beijão Bia!

      Delete
  12. Sua resenha ficou bem completa e dá pra ver que você realmente gostou só pelo tanto de marcadores que colocou no livro hahahahaha No entanto acho que é uma histórias com drama demais pra mim. Beijos!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Samantha!
      Muito obrigado, e realmente, marquei bastante páginas e em umas que marquei com o marca-texto não coloquei post-its! Mas foram muitas! ahaha
      Realmente, só nós mesmo sabemos o que é demais pra gente né.
      Então acho que não iria gostar desse livro...

      Beijão!

      Delete
  13. Adorei a resenha *.*
    Dessa autora só li ainda um livro, mas fiquei com bastante curiosidade para este :D

    Adorei o seu blog e já estou a seguir :)

    beijos,
    Daniela RC
    Blog: Doce Sonhadora

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Daniela!
      Eu amei essa autora, ela me conquistou em cheio com um só livro.
      Muito obrigado, vou lá visitar o seu agora mesmo! ahaha

      Beijos!

      Delete
  14. Olá, Juliano.
    Gostei muito de sua opinião sobre Por toda eternidade.
    Não fazia ideia ao olhar a capa e título da carga emocional que a história possui.
    O gênero que tanto gosto unido a sua opinião tão positiva sobre a obra me fez adicionar aos desejados este livro.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Renato!
      Obrigadão, e a capa só irá fazer sentindo quando ler o livro mesmo! kkkk
      Adicione sim e leia com prioridade que não irá se arrepender!

      Até mais!

      Delete
  15. PS: Claro que pode colocar nos favoritos.
    Fico muito feliz que tenha gostado do texto, mas você também deve escrever super bem.
    Até mais.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Aaaaaah, então colocarei sim, com prazer! Muito obrigado mesmo.

      Até mais!

      Delete
  16. OIiiii, é a primeira vez que eu apareço por aqui mas já estou gostando, kkkk
    sua resenha ficou muito legal, conseguiu transmitir quase tudo que eu acho sobre esse livro, só não achei ele tão bom assim para ser merecedor de 5 estrelas, kkk, mas ele é muito bacana...

    Dá Uma Passadinha Por Lá: http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Netinho!
      Fico feliz que tenha gostado daqui!
      Muito obrigado e compreendo sua opinião, as vezes a gente se conhece e sabe que o livro "não é para a gente" mesmo. Uma pena, pois o livro é ótimo!

      Até mais!

      Delete
  17. Oi, Juliano.
    Minha impressão ao ler sua resenha foi que esse era um livro cheio de camadas. Traz uma diversidade de emoções e sentimentos, visões e experiências e, enfim, talvez um próprio retrato da vida. Fiquei realmente curioso para ler esse livro, tanto por sua complexidade quanto por sua mensagem. Tem apenas um problema: sou meio fraco em relação a dramas. Não sou do tipo que chora quando está lendo, sou pior ainda: sou daquele tipo que fica com aquilo na cabeça, remoendo, por dias e dias, alterando muitas vezes a forma como eu enxergo a vida... É quase perturbador, rs. (ah se eu só chorasse! Rs)
    Essa foi sem dúvida uma das melhores resenhas que eu já li! Até por que vi que você estava emocionado quando escreveu ela.

    Abraços,
    Diego.

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Diego, fico feliz por você ter compreendido onde eu queria chegar escrevendo essa resenha! É exatamente isso, um próprio retrato da vida. Ah, sofro pelo o mesmo problema, eu não só chorei com esse livro como a história até hoje (depois de ler 2 livros e estar lendo o 3) ainda estar impregnada na minha cabeça. Quem me dera eu só chorasse e pronto! Ahaha
      Aaaaah, Diego, muito muito muito obrigado mesmo, porque nesse mundo literário receber um "essa foi uma das melhores resenhas que eu já li" é muito gratificante e me faz querer ainda mais continuar com o blog. Muito obrigado mesmo!

      Até mais Diegão!

      Delete