29 March 2014

Resenha: Como eu era Antes de Você


LOUISA CLARK SABE UMA PORÇÃO DE COISAS
Ela sabe quantos passos separam sua casa do ponto de ônibus. Sabe que adora trabalhar como atendente em um café e sabe que provavelmente não ama seu namorado, Patrick.
O que Lou não sabe é que está prestes a perder o emprego, e que isso a obrigará a repensar toda sua vida. Will Traynor, por sua vez, sabe que o acidente com a motocicleta tirou dele a vontade de viver. 
Ele sabe que o mundo agora parece pequeno e sem graça, e sabe exatamente como vai dar um fim a tudo isso. O que Will não sabe é que a chegada de Lou vai trazer de volta a cor à sua vida. E nenhum deles desconfia de que esse encontro irá mudar para sempre a historia dos dois.




RESENHA
      Louisa Clark é uma mulher de vinte e seis anos e totalmente sem ambição alguma. Ainda mora com os pais, avô e a irmã mais nova que é tão madura quanto ela, já que tem um filho e já frequentou uma faculdade.
      Lou tem uma vida normal e calma, trabalha há seis anos em Café e namora há sete anos Patrick, que é um maratonista fanático por treino. Então, em um piscar de olhos, a vida de Lou muda, porque seu patrão - o dono do Café - vai ter que fechar o estabelecimento e viajar para ficar com sua família.
      Sem emprego e sabendo que seu salário é de muita importância para sua família, Lou, que não tem experiência nenhuma, vai até um Centro de Trabalho em busca de alguma oportunidade. Porém, ela sai de lá somente com uma única oportunidade, que é cuidar de um tetraplégico.
      Ela está determinada a arrumar outro emprego, mas com a pressão de sua irmã que também acaba de estar desempregada e ser quase o pilar da renda da família, ela enfim aceita esse emprego.
      Depois de convicta da sua nova realidade, Lou vai para o primeiro dia de serviço sabendo que poderá ser difícil, e realmente é. A sua "chefe", Camilla Traynor, é uma mulher fria e quase sem palavras, e a cada conversa faz com que Louisa se sinta uma completa idiota. Porém, esse não é o maior obstáculo de Lou, e sim o filho de Camilla, William Traynor, o tetraplégico que perdeu quase todo o movimento do corpo em um acidente de carro próximo a sua casa.
      Logo de início, ela percebe que Will é totalmente cruel e sem qualquer sentimento pela vida, ele tem trinta e poucos anos e está assim há pouco mais de dois. Antes do acidente, ele tinha a vida que qualquer um queria ter, tem pais ricos, tinha um trabalho bem remunerado, viajava pelo mundo, praticava mil e um esportes perigosos e se considerava feliz. Portanto, ela terá um trabalho muito difícil ao cuidar de Will.
      Ainda na primeira semana, a moça está disposta a abandonar esse serviço e partir em busca de outro, pois ela tem certeza que Will à odeia. Quando está perto dele, ele à trata super mal e lhe dá respostas frias e desafiadoras.
      Mas após descobrir algumas coisas que vão abalar seu coração e sua mente, Lou tem que escolher entre sair ou ficar, se sair da vida de Will, terá que sempre lidar com o fato de que aquilo realmente aconteceu, e se ficar, se envolverá cada vez mais em todo esse drama familiar.


      Você já teve aquela sensação de não souber falar absolutamente nada sobre o livro quando o tal livro é bom demais? É assim que estou nesse post, buscando e buscando palavras para descrever o quão maravilhado fiquei com esse livro. Então, como começar a falar sobre essa história que conquistou meu coração?
      Eu conheci o livro através do canal da Ana Vitorino, do blog "como respira?", ela disse que chorou horrores lendo e foi o que me motivou a dar prioridade para ele. Quando comecei a lê-lo, eu já tinha altas expectativas, e acabei me surpreendendo, porque com certeza a leitura foi muito mais do que eu esperava.
      É uma história parecida com clichê, porém de clichê ela não tem nada. É super realista, e a forma como a autora escreve é impecável e coloca você dentro da história. Você se envolve, chora, grita de raiva e depois ri junto com os personagens.
      Mais detalhadamente, os personagens foram muito bem construídos, dando a impressão que se pareciam com pessoas próximas ao nosso cotidiano, o que pra mim, foi o que mais gostei no livro. Não tem um personagem do qual eu mais gostei - porque todos são ótimos - mas me identifiquei muito com a irmã da Lou, uma menina super inteligente e que sempre sabe de tudo, e acho que eu eu estivesse na história, nas situações tomaria decisões e teria suas mesmas atitudes. 
      Mas também gostei muito de Will - o tetraplégico - embora ele seja muito frio no começo, depois ele se revela uma pessoa filosófica e com uma opinião forte sobre determinados assuntos, tal como uma pessoa íntegra e com experiência. 
      Você que leu "A Culpa é das Estrelas" e chorou por aquela história de perda? Aguarde até ler essa história de perda.
      Sobre a edição do livro, ficou maravilhosa. É fato de que não gosto de livros com letra pequena - porque parece que para ler uma página vai anos - mas com esse livro, nem me incomodei com isso. E a capa do livro é muito linda.
      Nunca tinha lido nada da autora, mas já estou bem ansioso para ler "A Garota que Você Deixou Para Trás", e espero que seja tão bom quanto "Como eu era Antes de Você".

E o livro leva com absoluta certeza e convicção, 5 diários. São os primeiros 5 diários que dou orgulho em pontuar esse livro tão maravilhoso.



Bom pessoal, espero que vocês tenham gostado, e também espero que tenham gostado da ideia de pontuação de livros - que já é uma coisa que estamos habituados no Skoob e que decidi trazer para o blog em forma de diários.

Caso tenham interesse, agora o blog tem uma página no Facebook e um Canal no Youtube. Confiram lá!

Até a próxima Ledores!