24 February 2015

Resenha: Sangue de Lobo



   Um antigo original de um livro que conta uma história de mistério e morte jaz esquecido num pequeno museu em um restaurante no sul de Minas Gerais. Duas jovens, Ana Cristina e Cristiana, em viagem com a família de Ana, encontram-no e leem a história. Elas ficam assustadas, pois o enredo do livro retrata exatamente o jogo de RPG que elas criaram com amigos em São Paulo. E o mais curioso - a história se passa na cidade onde vão passar as férias. Foi lá que ocorreram crimes em série no início do século XX. E, no mesmo local, 100 anos depois, volta a acontecer uma sequência sinistra de mortes - oito macabras bonecas de porcelana parecem corresponder às vítimas de um insano assassino serial. As histórias do presente e do passado se misturam a partir do lobisomem Hector, um jovem inglês do passado que luta contra a maldição da Lua Cheia.
Skoob

RESENHA
   Tudo começa quando a família Sanchez de Navarra vão passar alguns dias de férias em uma cidade no interior de Minas Gerais. Irineu é o pai de família, advogado super renomeado e o responsável pela escolha da cidade e tem o total apoio de sua mulher perua Ludmila.
Ana Cristina, adolescente filha única, mimada e tachada como manipuladora, chama sua melhor amiga e filha da governanta, Cristiana, para ir junto, afinal  as duas tem quase a mesma idade, cresceram juntas, são quase irmãs e vivem inseparáveis.
   Logo ao chegar em um restaurante de Passa Quatro, as duas não veem a hora de estarem longe dos pais para desfrutarem dessa pequena viagem sozinhas em busca de algo novo para acumular histórias. Em um anexo do restaurante, existe um pequeno museu com alguns doces, artesanatos e livros típicos da cidade, e é pra lá que as meninas vão começar a bisbilhotar.
   Quando um livro misterioso às chama atenção, com a capa dura sem nenhum detalhe, elas abrem o livro para saber do que se trata. É aí que se surpreendem, é um livro datilografado, com páginas amarelas de tão velhas e com uma história um tanto suspeita.
   Com ajuda e influência de sua mãe, Ana Cristina consegue a permissão de uma idosa rude à levar o livro para o hotel, prometendo trazê-lo de volta antes de irem embora.
   Assim que chegam ao Hotel que ficarão hospedadas, Cris e Cris logo se trancam em seu quarto e começam a ler esse livro, e ficam chocadas ao passar dos capítulos. O livro trata-se sobre Hector, um lobisomem que no século anterior, habitava a mesma cidade onde as meninas estavam agora. Mas o motivo de ficarem assustadas, é que no livro, Hector conta sobre assassinatos peculiares que estavam acontecendo na cidade: todas as vítimas eram mortas com uma lâmina fina diante de seu coração, e após isso, o assassino raspava o cabelo das vítimas e as cobria com um véu.
   Logo no dia seguinte, as meninas ainda aflitas com a história, deixam o medo de lado e vão conhecer a cidade. E logo já conhecem Paulo e Jonas, que são amigos há longo tempo. É aí que a história praticamente começa, porque logo quando chegam de uma trilha, há uma multidão de no beco perto da casa de Paulo, e o motivo? Uma menina é encontrada assassinada com as mesmas características do livro que Cris e Cris estavam lendo.
   A partir daí, a história começa a se desenrolar misteriosamente... Muitos suspeitos, mais alguns assassinatos chocantes, o livro que as meninas estão lendo ganhando vida... Que por fim, tudo parece que uma coisa está conectada à outra.




Minha historia com o livro:
   Bom... Não sei ao certo como começar a falar deste livro, então vou começar contanto a minha história com ele.
   Lá pro ano de 2010, quando estava no primeiro colegial, peguei esse livro "emprestado" da biblioteca, e comecei a ler na mesma hora. Lembro que na época estava gostando bastante porém não sei por qual razão não passei das 30 páginas... Aí deu o prazo pra devolver o livro, e eu esqueci de levá-lo na escola, e no dia seguinte também, e no outro também... Então eu esqueci de devolver por quatro anos, quando, eis que um dia eu o vejo na estante e sinceramente acho que o livro falou comigo me chamando, porque na mesma hora peguei e comecei a lê-lo, e dali quatro dias, havia terminado a leitura e não sabia o que fazer da vida. Fiquei tão sem palavras, apenas pensando e vivendo a história quando eu já tinha chegado em sua última página.
   Se fosse para definir em apenas uma palavra tudo isso, seria: curioso. Curioso o fato de começar a ler um livro e parar sem nenhum motivo, e dentro de quatro anos você ver o livro na sua estante, tirá-lo, limpá-lo, colocá-lo de novo e não sentir nenhuma atração pela história, e de repente você pega o livro e devora.

Mas vamos ao o que eu achei do livro!
   FANTÁSTICO, com certeza ele se tornou um dos meus livros preferidos. O livro é simples, e bota simples nisso, não tem nenhuma fantasia exagerada, é uma linguagem jovem, e digo mais uma vez, é bem simples. Mas me conquistou totalmente!
   Quando digo simples, não quero dizer que é ruim ou que falta conteúdo, e sim que o livro é natural, apesar de ter uma fantasia mitológica as autoras nos fazem imaginar que tudo ali é real e que provavelmente, está acontecendo o mesmo com alguém em algum lugar do mundo. Sabe, acho que é raro isso hoje em dia, um livro de fantasia ser tão simples assim, ser tão natural à ponto de você mesmo se perguntar sobre a sua sanidade, em que mundo vive e no que acredita.

   Uma das primeiras coisas que pensei ao terminar de ler foi que: esse livro se desenvolveria em um seriado de televisão perfeitamente. Não digo isso só porque gostei muito do livro, mas porque, tecnicamente a história te faz se perder em meio a tantos detalhes que você pode imaginar com clareza na sua mente tudo sendo filmado e exibido em uma telinha. Diretores britânicos por favor leiam este livro!



Agora os personagens, ah, os personagens... 
   Não teve um mísero personagem do qual eu pensei que era tão detestável a ponto de fechar os olhos para não ver aquele nome naquele livro. Foi totalmente ao contrário. Todos, todos, sem exceção, são personagens únicos e que é impossível você não amá-los. Lógico que existe o vilão, assim como a garotinha chata e mimada, o motorista chato, a mãe perua, a velha louca... Mas cada um te cativa de um jeito inexplicável que você se identifica com todos eles. Afinal, somos todos humanos e cada personagem retrata um lado nosso, o que eu achei genial para o livro.

   A escrita, simplesmente impecável! Encontrei alguns errinhos de edição, mas que livro não tem um borrãozinho? Ou umas letrinhas trocadas? Mas a escrita em si, que as duas autoras escreveram, é simples e profunda ao mesmo tempo. Parece que quando lia o livro, as ouvia conversando enquanto estavam escrevendo, dizendo "É para jovens, mas vamos por bastante filosofia madura e mesmo assim fazer eles entenderem"

   Então concluo que, esse livro é apaixonante! E com muito orgulho, ele leva a pontuação máxima, 5 diários!




Curiosidades:
   Há um blog especialmente dedicado ao livro, porém está desatualizado desde 30 de Outubro do ano passado (mas como não tenho moral para falar disso né, permanecerei calado), mas o blog contém bastante coisas legais que eu recomendo para as pessoas visitarem após lerem o livro. Em especial esse post aqui, que são vários "você sabia?" sobre o livro, curiosidades bem interessantes. E tem também links para os blogs das autoras, gostei bastante.

Com pontuação máxima, livro super recomendado. Espero que tenham gostado.
 Até a próxima Ledores!

22 February 2015

EU VOLTEI. E dessa vez, pra ficar!

   Ei, você aí! Você mesmo que está vendo esse post anunciado como "Eu voltei" postado por Diário de um Ledor e imaginando "Nossa, mais uma vez?", saiba que desta vez, é a última! É com um carinho imenso e muito entusiasmo que venho contar pra vocês: EU VOLTEI!
   Há tantos, vários, demais, muitos, diversos, inúmeros motivos para o meu sumiço e abandono total ao blog que acho que se for pra listar exatamente todos, eu me perderia! Mas realmente, foram muitos! Acredito que nada é por acaso, e muitos desses motivos me trouxeram de volta pra esse blog.
   Então, o intuito do post é apenas esse: alertar vocês que estou de volta, e agora pra valer! Não vou ficar aqui prometendo coisas e coisas, porque à partir de hoje, vocês vão ver!

   Ah, só como um adicional, o blog agora está em várias redes sociais, vamos lá conferir?


                    (CLIQUE AQUI)                                  (CLIQUE AQUI)                                (CLIQUE AQUI)




Até mais ledores!