01 October 2015

Filme: O Nevoeiro

   Sinopse: Após uma violenta tempestade devastar a cidade de Maine, David e seu filho de oito anos correm rumo ao supermercado temendo que os suprimentos se esgotem. Porém um estranho nevoeiro toma conta da cidade, o que faz com que David e outras pessoas fiquem presos no supermercado. Logo David descobre que há algo de sobrenatural envolvido e que se deixarem o local isto poderá ser fatal.

    Após uma tempestade destruir metade da casa de David, ele e o seu filho vão à cidade comprar materiais para começar a reparar os danos, mas quando entram em um supermercado percebem que essa tempestade é mais grave do que pensavam, isso porque após um nevoeiro chegar repentinamente e cobrir a visão de qualquer coisa através da janela, um homem totalmente assustado entra pedindo ajuda e diz que há alguma criatura naquele nevoeiro que matou o seu amigo. É difícil de acreditar naquilo que não se pode ser, por isso todos naquele mercado suspeitam de que o velho está ficando louco e inventando coisas e só começam a acreditar que correm perigo quando tem uma breve visão da criatura que está escondida atrás do nevoeiro.



   Lançado em 2007 e baseado em um conto de Stephen King, esse filme só me despertou interesse agora ao ler o livro "Caixa de Pássaros(por ser uma história semelhante), e ao relacionar um tema tão original ao nome do Rei Stephen é de se esperar uma adaptação às alturas e genialmente construída... mas não foi o que achei.
   Minha teoria é de que tentaram colocar um livro inteiro dentro de duas horas e no final resultou em uma tremenda enrolação sem pé nem cabeça. Além de começar nos jogando de cabeça na história sem explicações, temos acontecimentos tão loucos que chegam a ser bizarros; um final cheio de pontas soltas e temos também os efeitos especiais que apesar de serem péssimos são de longe a coisa mais bem feita e elaborada nesse filme.
   Mas o fato que mais me deixou com uma opinião negativa em relação ao filme foi o tema bíblico do apocalipse que simplesmente foi jogado no filme e não foi nenhum pouco explorado, sem contar que as criaturas utilizadas para dar referência ao fim do mundo chegam a ser vergonhosas.
   Agora vamos ao ponto crucial que como telespectador preciso alertar vocês antes de apertarem play nessa história de longas duas horas: a razão desse nevoeiro não existe.
   Isso mesmo, o filme termina assim como começa: sem nenhuma explicação sobre onde, como e o porque tudo isso ter acontecido. 
   Particularmente, é um filme que não pretendo ver novamente e não recomendo nem para aquelas pessoas que gostam de ficar imaginando soluções após verem um filme sem um final concreto, porque esse filme chega a ser tão bizarro que de maneira alguma essa curiosidade é despertada no telespectador.